Sobre o autor

Sim, sou eu, Fabinho Guilherme, ou Gabinho Filherme, ou Fábio, ou Fah, ou Binho, ou filho, como minha mãe me chama. Ou bobo, idiota, gordo, como meus amigos me chamam. Tudo isso é pertinente. Sim sou bobo, inconveniente e gordo e estou sentado em frente à um notebook escrevendo em um blog. Nada mais justo.

Pois bem, sou Fábio Guilherme Gonçalves, nascido em Curitiba no natal de 1991 (sim no natal, 25/12), mudei-me aos dois anos para o estado de São Paulo onde até hoje fixo residência. Fiquei bom tempo em São Paulo mesmo, mudei-me para Valinhos e hoje moro em Campinas. Mas não, não bebo da água de Campinas. Eu acho. Bom, importa é que sou pequeno menino, com meu jeito de menino. Brinco, corro, choro e rio… oook, não é isso. Creio que dois seres na Terra entenderão isso. Até mesmo porque os outros que entenderiam não lerão o texto.

Mas isso já começa a responder quem raios sou eu. Sou um jovem que tenta ser engraçado, mesmo com a total ciência de que é uma tentativa totalmente inválida. Sou músico, amo criar canções, executá-las; amo escrever, é talvez o único momento em que eu me expresse com liberdade, único momento em que paro para descarregar minha realidade de forma um pouco mais compreensível.

Sou extremamente antitético, por mais que eu odeie esse termo, pois pode ser facilmente confundido com o termo “anti-ético”, e se há algo que não sou é anti-ético, isto é algo horrível, horrível! Por isso, utilizo-me do termo antíteco, que eu mesmo inventei; é mais feio, mas não confunde-se com algo horrível. Mas isso tem enorme influência em minha vida, uma vez que eu sou o cara que adora falar gesticulando freneticamente, mas me sinto mais à vontade quando falo de braços dados com alguma jovem. Sou o cara que adora misturar –  informalmente – termos absurdamente rebuscados com as mais plebeísticas gírias, especialmente as que tenham sido criadas em contextos de completa ignorância e repulsa à norma padrão do português que se nos é proposta. Dentre outras coisas que podem causar o maior espanto possível. Defino que sou o ser que, inconscientemente, tentou a todo custo enquadrar-se na definição de todas as figuras de linguagem. Utilizo-me da definição: “Dizer que sou uma antítese hiperbolizada não é nada mais que um eufemismo. Sou na verdade, um paradoxal apanhado de metáforas ironizadas progressivamente”. Acho que seja isso.

O que mais se saberá sobre mim… Curso letras, na Universidade Estadual de Campinas, a Unicamp, faço questão de enaltecer tal fato, até porque sempre fui o babaquinha que sempre odiou estudar, teve sérios problemas quanto a isso; sempre fui extremamente bobo, mesmo tendo total ciência disso, fazendo as idiotices porque tais coisas me divertiam, não porque isso era o que na verdade ocupava minha mente. Sim, até hoje isso me diverte, exorbitantemente, mas não vem ao caso. O ponto é que isso ocasionou com que todos a minha volta descreditassem totalmente em mim, e sim, fiz algo que as más linguas possam finalmente orgulhar-se de mim. Gosto de estampar tal coisa.

Ah, eu sou meio que complexo. Escrevi esse livro para mostrar ao mundo o que eu tenho de diferente de todos os seres que conheço. Leiam com certo nível de credulidade. Ou não, façam o que em maior quantidade apetecer-lhes.

Anúncios

5 Responses to Sobre o autor

  1. Hugo disse:

    Cara se mata…

    Ngm se interessa no seu blog… sério…
    faça um favor à humanidade e pare de escrever…
    mto vergonha alheia isso…

    • Jaquelyne Sturrs disse:

      Querido se vc não gosta,
      não leia.
      Mas eu me interesso.
      E você Fabio faz um favor a humanidade e continue a compartilhar seus pensansamentos.

    • Hugo, escreve melhor então, ou faz assim, se interna no seu maravilhoso mundo mágico e não cola mais aqui vlw… huhasuhuas =D

      Ai Fabinho, curti mto =D Sou curitibano também… Orgulho de ti, parabéns mesmo!!!!

      Maneiríssimo =D

      D.T.A.

      abraço =D

  2. ” (…) uma vez que eu sou o cara que adora falar gesticulando freneticamente, mas me sinto mais à vontade quando falo de braços dados com alguma jovem.(…) ”

    Mas é um fofinho mesmo né ;3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: